vegan

Chocolate Quente de Coco | Coconut Hot Chocolate

Coconut Hot Chocolate2Começa a ser cada vez mais difícil dizer até já à cama. Os dias estão mais frios e o aquecedor está cada vez mais perto da cama ao levantar. O agasalho começa a ser o meu melhor amigo nestes dias. Ele e um chá quentinho logo pela manhã. Os dias tornam-se curtos, curtos demais, dando lugar à preguiça. Coisa que cá em casa não pode haver. Há sempre qualquer coisa para fazer e mesmo assim nunca acabo o dia com tudo feito. É horrível ver as horas a passar e chegar ao final do dia com trabalho atrasado e coisas ainda por fazer. Seja ele os brinquedos que ficaram no chão, a roupa que tinha de ter ido para a máquina de lavar ou um email que ficou esquecido no meio dos outros!

Não é fácil gerir tudo ao mesmo tempo. Mas por mais trabalho que tenha, há uma coisa que não dispenso. Ninguém me tira aqueles minutos que tenho só eu e a minha menina, de mãos dadas até ela adormecer. Reclamo muitas vezes das dores e a dormência que sinto, por estar de braço esticado, mas no fundo adoro que ela seja assim, que precise do meu miminho. Depois de adormecer é claro que fica difícil voltar ao trabalho, quero também ficar no quentinho. Por isso uma bebida quente ajuda sempre a ganhar novamente o ritmo.

Esta é perfeita. Quentinha. Apesar de não levar açúcar, aqueles pedacinhos de Maltesers dão-lhe o doce que precisa e o crocrante que tanto adoro!

It’s starting to become more and more difficult to say “see you later” to my bed. The days are starting to get colder and the heater closer to my bed before waking up. Sweaters have become my best friends these days. Sweaters and a hot tea in the morning. The days have been shorter, too short, making me become more and more lazy. Which is something that I can’t have in this house. There’s always something to do and even so I can never end the day with everything done. It’s horrible seeing the hours pass and then the day ends with still so much work to get done and stuff to do. Be it the toys that are scattered around the floor, the clothes that should have gone to the washing machine or the email that got forgotten between the others!

It’s not easy to do everything at the same time. But with as many work as I have, there’s still something I cannot dispense. No one takes away those minutes that me and my little girl have, with our hands held until she falls asleep. I complain a lot from pain and numbness that I feel after having my arm stretched out for so long, but in the end I love that she is this way, I love the fact that she needs my affection. After making her fall asleep, it’s hard going back to work, I also want to stay in the warm covers. So that’s why a warm drink always helps me get back into the rhythm.

This one is perfect. Warm. Although it doesn’t get sugar, those little Maltesers  give it the sweetness it needs and the crunch that I love so much!

Coconut Hot Chocolate5

Coconut Hot Chocolate4a

Coconut Hot Chocolate7

Coconut Hot Chocolate1

CHOCOLATE QUENTE – sem açúcar e (quase) vegan

(serve 2-4)

  • 800ml de leite de coco
  • 3-4 sementes de cardamomo
  • 75g de chocolate Pantagruel
  • 2 c. sopa de chocolate em pó Pantagruel
  • 1 – 2 c. sopa de mel ou xarope de Ácer (opcional)
  • 1 c. sopa de baunilha

Para servir:

  • 200ml de natas vegetais (Soja), frescas
  • coco ralado q.b.
  • chocolate em pó q.b.
  • maltesers q.b. ou outro tipo de chocolate
  1. Num tacho largo começa por levar ao lume o leite de coco e as sementes de cardamomo. Assim que começar a ferver reduz a temperatura até começar a borbulhar. Retira as sementes.
  2. Entretanto, num processador de alimentos tritura o chocolate até ficar em pedaços pequenos. (Podes fazer à mão, se preferires)
  3. Junta os restantes ingredientes ao leite e retira do lume até o chocolate derreter por completo, cerca de 10-15min. Vai mexendo ocasionalmente.
  4. Enquanto fazes o chocolate quente, bate as natas vegetais até formarem picos firmes. Eu não adicionei nenhum tipo de adoçante, mas podes sempre acrescentar mel ou açúcar a gosto.
  5. Retira o chocolate quente do lume e serve de imediato, com uma colher de natas por cima, um pouco de chocolate em pó, coco ralado e alguns maltesers em pedaços. Se fores vegan podes substituir os maltesers por outro tipo de chocolate ou optar por avelãs tostadas.

Espero que gostes!

HOT CHOCOLATE – without sugar & (almost) vegan

(serve 2-4)

  • 800ml coconut milk
  • 3-4 cardamom seeds
  • 75g chocolate, Pantagruel
  • 2 tbsp cocoa powder, Pantagruel
  • 1 – 2 tbsp honey or Maple Syrup (optional)
  • 1 tsp vanilla extract

To serve:

  • 200ml soy whipped cream
  • grated coconut, to taste
  • cocoa powder, to taste
  • maltesers or another vegan chocolate, to taste
  1. In a large sauce pan, let the coconut milk and cardamom seed start to boil. Reduce the temperature and let simmer. Remove the seeds.
  2. Meanwhile in a food processor cut the chocolate until small pieces. You can do this by hand, if you like.  
  3. Mix all in the remain ingredients to the coconut milk and leave it until all the chocolate is melted, for about 10-15min. Stir occasionally. 
  4. Beat the cream until stiff peaks. I did not add any type of sweetness, but you can add honey or sugar, to taste. 
  5. Remove the hot chocolate from the heat and serve it immediately, with a spoon of whipped cream, cocoa powder, grated coconut and some maltesers chopped in pieces. If you’re vegan you can substitute the maltesers for any king of vegan chocolate or toasted hazelnuts. 

Enjoy!

 

Anúncios

Bolo Cru de Manga | Raw Mango Cake

Mango Raw Cake_1Gosto de experimentar sempre coisas diferentes. Apesar da minha paixão serem os outros bolos, de vez em quando procuro fazer uma receita diferente. E em primeiro lugar tinha na minha lista: 1. Fazer um bolo cru, que seja SEM açúcar, SEM glúten e VEGAN! O que está em segundo na lista, perguntas tu? Hum, bolo de morangos ou de framboesas, mousse de abacate, tarte de morangos, eton mess, qualquer coisa com limas, mais morangos e framboesas e ainda mais morangos e framboesas, ou ou mais um bolo cru que até pode ser de chocolate!!! Ok, não me consigo decidir!!! Uma ajudinha, por favor? Eheh

Voltando a este bolo, a minha intenção era que ficasse mais macio do que demasiado firme, mas para isso precisava de ter uma boa quantidade de cajus em casa… coisa que não tinha! Enfim, tive que adaptar a receita ao que estava disponível na despensa! Não sei se dá para perceber, mas a decisão e acção de fazer este bolo foi coisa de poucos minutos. Tenho muitas vezes estes “espasmos” e de pensar: “Ah, tenho 5min livres, porque a minha bebé está a brincar com o Pai!! YEIII, VOU FAZER UM BOLO!!!! Tenho todo o tempo do mundo!!!!!!” .  E a 2min de começar o que acontece? “MOOORRR,o que é que eu visto à menina!? Onde é que estão as pantufas dela?” – Pois é, ser mãe é mesmo assim! Temos que saber de tudo e é por isso que 5min apenas, sozinha, são tão apreciados. (E agora pensas tu: “Pff, não estás agora a escrever este post? É porque tens tempo livre!!! – Pois, mas quem é que está aqui ao meu colo e quem é que está só a escrever com uma mão? 🙂 )

Voltando novamente a esta receita, pensei se devia ou não publicar já, porque ainda não estão aqueles dias quentes que apetece algo bem fresco e gelado, mas adorei tanto a base que decidi arriscar. Ainda pode ser cedo para a comeres, mas pelo menos fica aqui uma sugestão saudável e diferente!

I always like trying out different things. Although my passion is other types of cakes, once in a while, I like searching for a different type of recipe. What I had in mind firstly in my to do list was: 1. make a raw cake, that had NO sugar, that was gluten FREE and VEGAN! Secondly on my list, you ask? Hum, a strawberry or raspberry cake, avocado mousse, strawberry pie, eton mess, something with lime, more strawberries and raspberries and even more strawberries and raspberries, or another raw cake with chocolate!!! Ok, I can’t decide!!! A little help, please? Ahaha

Back to this one, my intention was to make it softer than firm, and for that I needed a bit quantity of cashews in my house… which I didn’t have! In the end, I had to adapt the recipe to what I had available in my pantry! I don’t know if you can tell, but my decision to make this cake was kinda last minute. I have these out of the blue thoughts and think: “Hey, I have 5min to myself, because my daughter is playing with her Dad!! YAYYY, I’LL GO BAKE A CAKE!!!! I have all the time in the world!!!!!!” – and 2min in starting, what happens? “HONEEYYYYY, what do I dress her!? Where are her slippers?” – That’s right, being a mom is exactly like this! We have to know where everything is and that’s why 5min only, to myself, need to be cherished. (And now you think: “Pff, aren’t you typing this post? That means you have a lot of free time!!! – Yeah, but who’s sitting here in my lap while I’m typing this with only one hand? 🙂 )

Back to the recipe, I pondered whether or not I would publish it, seeing as the days still aren’t that hot that all you want is something fresh and cool, but I loved the base so much that I decided to risk it. It may be a little early to eat it, but at least here’s a suggestion for something healthy and different!

Mango Raw Cake_2

Mango Raw Cake_7

Mango Raw Cake_6

Mango Raw Cake_4

Mango Raw Cake_8BOLO CRU DE MANGA (gelado, sem açúcar, sem glúten e Vegan)

(inspirado na receita do blog Tuulia Talvio)

Para a base:

  • 20 figos secos
  • 1/8 caneca de arandos secos (opcional)
  • 1/2 caneca de cajus (ao natural)
  • 1 caneca de frutos secos (amêndoas, avelãs, nozes)
  • 1 c. sobremesa de água

Para o puré de manga:

  • 2 mangas, bem maduras
  • 200ml de leite de coco, fresco (coloca a lata no frio por algumas horas)

Para servir:

  • framboesas ou outra fruta da época
  1. Retira o pé, a parte mais rija do figo, com uma faca e coloca-os num processador de alimentos, juntamente com os restantes ingredientes. Tritura bem até fica uma pasta.
  2. Cobre a base de uma forma, de fundo amovível, de 18cm,  com papel vegetal. Por cima coloca a pasta anterior, alisando com uma colher. Cobre com película aderente e leva ao congelador enquanto preparas os restantes passos.
  3. Descasca e corta as mangas em pedaços. No processador de alimentos, tritura as mangas até estarem em puré, acrescenta o leite de coco, sem adicionar a parte liquida que fica no fim. Envolve no puré na potência minima.
  4. Verte por cima da base de figo e leva novamente ao congelador por 4h ou durante a noite.
  5. Antes servir retira do congelador e deixa repousar uns 10-15min. Passa uma faca por água quente, limpa-a com um pano e corta uma fatia.
  6. Serve com fruta.

Espero que gostes!

RAW MANGO CAKE (Vegan, Sugar and Glúten free)

(inspired on Tuulia Talvio blog)

crust:

  • 20 dried figs
  • 1/8 cup dried cranberries (optional)
  • 1/2 cup raw cashews
  • 1 cup of nuts (almonds, hazelnuts, walnuts)
  • 1 tsp water

mango purée:

  • 2 ripe mangos
  • 200ml coconut milk refrigerated

Para servir:

  • raspberries or other fruit
  1. With a knife remove the stiff part of the figs and add it to a food processor together with the remain ingredients. Blend it until you have a paste, on high speed. 
  2. Line the bottom of a spring form pan, with 18cm, with parchment paper. Press the mixture into the prepared pan, with a spoon, then cover with plastic and freeze until ready to use. 
  3. Peel and chop the mangos. Blend it on the food processor, scoop out the white part from the coconut can and add to the blender. (do not add the liquid) Blend all the  ingredients until smooth, on low speed. 
  4. Pour the filling on top,  over the crust. Cover with plastic and return to the freezer for 4h or overnight.
  5. Let it thaw for a moment before slicing and serving. Run a knife under warm water , and dry off before cutting, to make a cleaner cut.
  6. Serve it with the raspberries or other fruit.

 

Enjoy!